Os painéis entre a via expressa, entrada para a Cidade Maravilhosa, e as favelas

31/08/2016

Uma das medidas tomadas pela Prefeitura do Rio de Janeiro para que a cidade sede das Olímpiadas 2016, o Rio de Janeiro, entrasse no clima olímpico foi a instalação de placas de acrílico em cima do muro entre a Linha Vermelha, via expressa entrada da cidade para quem chega do Aeroporto Internacional do Galeão, e o Complexo da Maré, com a temáticas das Olimpíadas algumas semanas antes de se iniciarem os jogos.

A decisão de enfeitar o muro com placas de acrílico adesivadas que acabaram por esconder totalmente o Complexo da Maré atrás do muro, repercutiu muito mau. Diversos jornais, organizações, moradores do Complexo, do Rio de Janeiro ou mesmo de outras localidades do país criticaram a ação de “envelopamento” da cidade, feita pela Prefeitura do Rio de Janeiro.

Moradores do Complexo da Maré ficaram de certa forma divididos entre o significado daquela decoração. No caso, se realmente foi para esconder a favela dos turistas e atletas que passariam por aquela via ou se de fato a decisão foi tomada para embelezar e colocar na cidade o espírito olímpico.

Alguns moradores da favela ressaltaram nas mídias que sequer perceberam a instalação das placas de acrílicos, outros afirmam que a medida foi boa para a comunidade pois o trânsito no local é intenso e com a proteção ficaria mais difícil de ocorrer acidentes com as crianças que brincam nas ruas.

Entretanto todos foram unânimes em afirmar que os adesivos ficaram somente à exposição de quem passa na via expressa, os moradores do Complexo não puderam ver os adesivos pois do lado de dentro nada foi colado, ficando somente exposto a parte de trás dos adesivos, sem, absolutamente nada.

A pergunta que, inevitavelmente, nos vem a mente é: se a Prefeitura do Rio de Janeiro queria fazer com que a cidade entrasse no espírito olímpico, porque adesivar somente as placas de acrílico do lado da via expressa? O Complexo da Maré também não faz parte da cidade e, logo, não deveria também entrar no espírito olímpico?

Apesar das recentes manifestações e panelaços movidos pelo sentimento de busca pela justiça e um futuro mais justo para a nação, que resultaram na saída de um Presidente da República, as perguntas acima seguem sem resposta e podem nunca ser respondidas.

Não houve manifestações nas ruas e nem panelaço, o que pode tornar o muro, com suas placas enfeitadas, um espelho. Um triste espelho do que a sociedade brasileira, contraditoriamente, aceitou.

A Olímpiada acabou e o muro ficou, sem resposta e sem espírito olímpico para o Complexo da Maré.

Gostou? Curta, comente e compartilhe! 

Os painéis entre a via expressa, entrada para a Cidade Maravilhosa, e as favelas

Voltar

Orçamento

Gostou dos nossos produtos? Então faça uma cotação online, sem compromisso. É rápido e fácil.

Fazer cotação
UA-50120507-1